top of page
Buscar
  • Foto do escritorPaulo Lazarini

Crianças e acidentes com pequenos objetos - uma realidade

É comum que crianças pequenas coloquem objetos os mais diversos no interior do nariz, na boca e no ouvido. Esta ação pode passar despercebida pelos pais, parentes, professores e/ou babás. A presença destes objetos ao alcance de crianças pode se tornar um grande risco para a sua saúde!

Elas podem colocar na boca e aspirar, o que ocasiona por vezes dificuldade respiratória intensa e estridor inspiratório (asfixia) o que leva a coloração arroxeada dos lábios e da pele. Trata-se de uma emergência médica e manobras (de Heimlich) que aumentem a pressão abdominal em crianças maiores ou posicionamento da criança com a cabeça para baixo em relação ao corpo podem facilitar a saída do corpo estranho da via respirató

ria inferior.

Já, a colocação de objetos no interior do nariz é bem mais comum e os sintomas podem aparecer dias depois. Vocês não sabem como as crianças gostam de colocar algo no nariz e, mesmo depois de 35 anos de atividade, ainda me surpreendo na sala de exame do consultório.

A colocação de objetos no ouvido é menos comum pois geralmente sua introdução é dolorosa. Objetos pontiagudos como palitos ou parte de brinquedos são grave risco se inseridos nos ouvidos, com chance de traumatizar a membrana do tímpano e os ossículos que transmitem o som.

Assim, medidas preventivas como remover do ambiente em que as crianças estejam brinquedos com componentes desmontáveis, botões, espuma de almofadas, pilhas muito pequenas, moedas entre outros objetos dos mais variados tipos torna-se fundamental.

Preste atenção para as dicas que indicam a presença de corpo estranho nasal:

1. a presença de secreção nasal amarelada e fétida unilateral é a manifestação mais comum de um objeto estranho no nariz;

2. não tente removê-lo pois ele pode progredir para o interior do nariz da criança e dificultar a sua retirada por um médico;

3. procure um otorrinolaringologista para avaliar e cuidar de seu filho nestas ocasiões.


Estas informações pretendem orientar os pais e responsáveis sobre o tema e não dispensam os cuidados por um médico.


77 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


Post: Blog2_Post
bottom of page